CICLO DE CRIAÇÃO DE CONHECIMENTO

O conhecimento para construir bens ora tangíveis ora intangíveis, existe na empresa, de muitas formas e em muitos níveis.

Ele pode estar implícito na competência dos indivíduos, nos relacionamentos de colaboradores que se articulam para desempenhar atividades, em relatórios mercadológicos, em inovações segmentadas, na análise crítica de produtos e serviços, nas expertises dos colaboradores, na análise técnica sobre gerenciamento, nos treinamentos, etc.

Estas ações geram documentação, para a qual é necessário decidir sobre o que preservar, por quanto tempo, em que condições, como atualizar estas informações.

Estudos apontam que depois de ser interiorizada e se tornar conhecimento, em sua maioria, as documentações quando não descartadas, são enviadas para arquivo inativo.

No entanto, em um cenário que possibilite que algumas destas informações retornem à base do conhecimento corporativo, tornando-se fonte de input para novos produtos e serviços, cria-se um ciclo de criação de conhecimento dentro da própria empresa.

E como é certo que, com o passar do tempo, novamente a informação sofrerá depreciação, a memória corporativa através de sua função de agregar o conhecimento corporativo, desde a fundação da empresa até os dias atuais, favorece a criação deste ciclo.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: