Ativos Intangíveis em Centro de Memória

Busco em minha memória um fato que pudesse justificar a tristeza sentida pela morte de Steve Jobs. Nada próximo. Conhecemos seu trabalho, suas inovações, sua crença em seus sonhos e destes os que se materializaram.

Os sonhos que constroem marcam nossa mente! Se sonhos constroem qualquer coisa, o que hoje é uma grande corporação infere-se, começou com o sonho de um fundador.

E este sonho, onde está registrado? E onde as coleções de objetos desta corporação até ser grande como hoje se apresenta? Perderam-se? Estão guardadas? Onde? Com quem? E se ninguém guardou, como escrever sua história, que tem no mínimo, importância como produtora de bens materiais ou imateriais para o país.

Apesar de possuir este forte laço com o passado, coleções documentais possuem um laço de igual intensidade com o futuro quando consideramos seu potencial e possíveis reestruturações conceituais que podem propiciar.

Tendo como premissa que patrimônio é um bem de determinada comunidade, pode-se inferir que a memória corporativa é um conjunto de objetos representativos deste patrimônio.

Neste sentido, as coleções contidas na Memória Corporativa são suportes de memória que remetem a procedimentos, práticas e conceitos bem como de um passado remoto e recente.

Assim iniciamos nossa monografia sobre Ativos Intangíveis em Centro de Memória, cujos textos traremos à esta página.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: